HISTÓRICO

 

          A Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana (SPQMH) foi fundada em 13 de Junho de 2003, tendo, porém sua origem junto ao Núcleo de Estudos de Fenomenologia em Educação Física (NEFEF), o qual iniciou seus trabalhos em Junho de 1996 com a intenção de ultrapassar o discurso dicotômico da educação física através do estudo da fenomenologia: fundadores, precursores, estudiosos contemporâneos, procedimentos de pesquisa, ação didática em ambiente escolar e não escolar.

 

          Naquele momento o Núcleo desenvolvia estudos e pesquisas exclusivamente com a abordagem fenomenológica, modalidade Fenômeno Situado. No entanto, com seu desenvolvimento, adesão de novos pesquisadores, dinamização de interesses e adequação metodológica a diferentes objetos de estudo, ampliamos nossos estudos para outras abordagens qualitativas, como Etnografia, Iconografia, História Oral, Sociologia da Vida Cotidiana e Pesquisa-Ação, sentindo então necessidade de adequar o nome da entidade que pertencíamos àquilo que efetivamente estávamos ora estudando/pesquisando e de que maneira (metodologia), bem como registrar nossa associação cientifica como pessoa jurídica (CNPJ: 05.947.176/0001-79), nos permitindo maior autonomia.

 

          Os pesquisadores vinculados a SPQMH têm desenvolvido pesquisas, e as apresentado em congressos nacionais e internacionais, em temáticas relacionadas: ao lazer e suas implicações com as alterações urbanísticas, as políticas públicas e as novas relações trabalhistas diante da globalização; as concepções e propostas curriculares para os cursos de formação profissional em Educação Física (ensino superior); os estágios curriculares e extracurriculares e o ensino reflexivo; o processo ensino e aprendizagem em educação física e suas influências socio-político-econômicas nos ambientes escolar (educação básica e ensino superior) e não escolar (Academias, Clubes, SESCs, SESIs e particularmente em projetos sociais envolvendo educação popular); bem como sobre o processo de criação e suas aplicações nas expressões rítmicas que envolvem o movimento humano no contexto lúdico e artístico.

 

          Outra tônica da Sociedade tem sido o agrupamento de estudantes de graduação, de pós-graduação e profissionais vinculados as secretarias de educação, de lazer e de esportes municipais (São Carlos) e estadual (São Paulo) para o desenvolvimento conjunto de projetos de pesquisas, de extensão e de ação educacional