Inscreva seu trabalho para o V Prêmio Sérgio Arouca!

2 Comentários // em CAMSA CoMUSCar Destaque Eventos UFSCar // 20 de dezembro de 2014

Inscreva seu trabalho para o V Prêmio Sérgio Arouca!

Já está aberto o edital de inscrição de trabalhos científicos para o V Prêmio Sérgio Arouca, que compõe as atividades do Congresso Médico Universitário de São Carlos, o CoMUSCar, que chegará a sua sexta edição em 2015.

O CoMUSCar é organizado pelos alunos da Medicina UFSCar e faz parte das atividades do Centro Acadêmico Medicina Sérgio Arouca (CAMSA), sendo um evento em que atualização científica, ensino médico e uma visão global da saúde no Brasil estão presentes, com o objetivo de reunir estudantes e profissionais da área da saúde e visando atualização dos conhecimentos e incentivo à pesquisa.

Como forma de promover o interesse científico e aprimorar os conhecimentos adquiridos ao longo dos cursos de graduação em saúde, a comissão organizadora do Congresso apresenta o Prêmio Sérgio Arouca, em sua quinta edição no ano de 2015. Assim, todo inscrito no evento tem direito a enviar resumos para concorrer ao prêmio, desde que atenda aos requisitos previstos no edital.

O Congresso acontecerá de 23 a 26 de abril de 2015, nas dependências do campus São Carlos da UFSCar.

Para mais informações, acesse o site do CoMUSCar: www.ufscar.br/comuscar/
Link do edital do V Prêmio Sérgio Arouca: www.ufscar.br/comuscar/trabalhos.html

 

Medicina UFSCar alcança conceito 5 no ENADE 2013

0 Comentários // em Destaque Medicina Notícias UFSCar // 18 de dezembro de 2014

Medicina UFSCar alcança conceito 5 no ENADE 2013

Conforme divulgado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 18 de dezembro, o curso de Medicina da Universidade Federal de São Carlos alcançou o conceito máximo (nota 5) na edição de 2013 do ENADE, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, que “avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados”.

A UFSCar também alcançou o conceito máximo na avaliação geral, o IGC (Índice Geral de Cursos), que considera todas as áreas de conhecimento avaliadas no exame.

Além dos conceitos do ENADE, o DOU também trouxe o índice CPC (Conceito Preliminar de Curso), que, “como o próprio nome diz, é um indicador prévio da situação dos cursos de graduação no país. O CPC é composto por diferentes variáveis, que traduzem resultados da avaliação de desempenho de estudantes, infraestrutura e instalações, recursos didático-pedagógicos e corpo docente. As variáveis utilizadas em sua composição foram retiradas do Enade, incluindo o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) e o questionário socioeconômico – e do Cadastro de Docentes 2007″. Neste indicador, o curso de Medicina da UFSCar alcançou conceito 4 em 5. Nenhum dos cursos de Medicina avaliados alcançou o conceito máximo. Contudo, para que o conceito do CPC se valide, é preciso que comissões avaliadoras façam visitas para corroborar ou alterar o conceito obtido preliminarmente. O CPC ainda leva em consideração critérios de avaliação questionáveis, que não se encaixam tão bem no contexto das escolas médicas.

Alcançar o conceito máximo na primeira edição do ENADE em que seus alunos participam é um marco na história da Medicina UFSCar, reforçando ainda mais o importante momento que o curso está vivendo.

Parabéns aos alunos e ao corpo docente!

Fonte: Confira aqui o Diário Oficial da União de 18/12/2014.

Curso de Medicina da UFSCar entre os seis cursos de medicina públicos com os melhores desempenhos no exame do CREMESP

1 Comentário // em Destaque Medicina UFSCar // 21 de fevereiro de 2014

O curso de Medicina da UFSCar ficou entre os seis cursos de medicina com os melhores desempenhos na prova do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo – CREMESP. Dentre as 28 escolas de medicina do estado de São Paulo avaliadas, estão instituições como FAMEMA (Marília), FAMERP (São José do Rio Preto), FMABC, FMJ (Jundiaí), FMRP/USP (Ribeirão Preto), FMUSP, PUC-SP (Sorocaba), Santa Casa, UNESP (Botucatu), UNICAMP (Campinas), UNIFESP, entre outras.

A média do curso de Medicina da UFSCar foi de 64.61, quase 10 pontos acima da média geral, que foi 55.08, apenas confirmando o desempenho do exame anterior, no qual a média da UFSCar foi de 65.7 contra 57.5 da média geral.

Resultados (média dos alunos da UFSCar) por áreas:

Clínica Médica: 64.00 (média geral: 51.82);
Clínica Cirúrgica: 55.50 (média geral: 51.49);
Pediatria: 56.70 (média geral: 47.25);
Ginecologia: 72.97 (média geral: 56.19);
Obstetrícia: 67.95 (média geral: 64.62);
Saúde Mental: 69.89 (média geral: 61.48);
Saúde Pública e Epidemiologia: 71.05 (média geral: 58.77);
Ciências Básicas: 73.95 (média geral: 63.10);
Bioética: 79.61 (média geral: 63.80).

Parabéns, turma III!

Aprovados em Residência Médica – 2014

3 Comentários // em Destaque Medicina Residência Médica UFSCar // 18 de fevereiro de 2014

O ano de 2014 na Medicina UFSCar começará assim: nove anos de curso, três turmas formadas e muitos novos residentes!

  • Marcela Capucho Chiarantin – Infectologia - UNIFESP, Emílio Ribas (1° lugar);
  • Brunna Oliveira – Radiologia - UNIFESP, Santa Casa de São Paulo, USP-SP, USP-RP;
  • Thiago Lima Taffo – Ortopedia - FAMERP, Santa Casa de São Paulo, SMS, FMABC, Albert Einstein;
  • Bruno Paschoa – Ortopedia - FAMERP (2º lugar);
  • Guilherme Avanço – Clínica Médica - Santa Casa, UNICAMP, UNESP (2º lugar) , USP-RP, UNIFESP, FAMERP;
  • Mayumi Nakasone – Pediatria - USP-RP, UNESP, UNIFESP, UNICAMP, Santa Casa;
  • Samia Barbar – Pediatria - USP-RP, UNIFESP, FAMERP, USP-SP;
  • Rachel Samhan – Pediatria - USP-RP;
  • Rubens Barrica – Anestesiologia - UNICAMP;
  • Raphaela Martins Muniz Moreira – Clínica Médica - Santa Casa de São Paulo, Jundiaí (1º lugar);
  • Juliana Honorato – GO - PUC Sorocaba, Santa Casa, SMS (1º lugar);
  • Larissa Yuri Yaegaschi – Oftalmologia - UNESP, USP-SP;
  • Raíssa Pavoni Gomes – Clínica Médica - UNESP;
  • Letícia de Franceschi – Cirurgia Geral - UNESP, FAMERP, USP-RP, USP-SP;
  • Marina de Barros Rodrigues – Pediatria - UNESP;
  • Marília Pereira Graner – Neurologia - UNESP, USP-RP, UNICAMP;
  • Kelly Emi Handa – GO - UNESP (2° lugar), SUS-SP, Santa Casa;
  • Wilson Koike – GO - UNESP (3° lugar);
  • Bruno Signoretti – Ortopedia - Santa Casa;
  • Natália Nakahara – Clínica Médica - UNESP (1º lugar), USP-RP;
  • Felipe Domingues Vasconcelos – Cirurgia Geral - IAMSPE (1º lugar), UNESP, UNICAMP;
  • Diego Yuji Ito – Cirurgia Geral - IAMSPE , SMS (HSPM – SP), SUS, UNIFESP;
  • Jonas de Almeida – Anestesiologia - UNICAMP, HMSJC (2° lugar), IAMSPE  / GO - SMS ;
  • Marcelo Figueiredo Alves – Radiologia - SUS-SP Hospital de Câncer de Barretos;
  • Cibele Mendes Carrera-  Medicina de Familia e Comunidade - UNICAMP, UNIFESP, USP-SP;
  • Rafael Pivovar – Cirurgia Geral - Hospital do Mandarui – SUS-SP;
  • Eric Drizlionoks – Cirurgia Geral - Santa Marcelina – SUS-SP, UNIFESP, UNICAMP;
  • Fernanda Azôr – Cirurgia Geral - Santa Casa de São José do Rio Preto;
  • Mariana Bueno da Silva San Felice – Pediatria – PUC Campinas, UNICAMP;
  • Thiago Parolo – Radiologia – FAMEMA / Medicina Nuclear – UNICAMP;
  • Rafael Barreto – GO - UNESP;
  • Caio Felício – Cirurgia Geral – SUS IPIRANGA;
  • Renata Koh – Pediatria – IAMSPE;
  • Letícia Antunes – Clínica Médica - Hospital do Servidor Público Municipal – SMS – SP, Santa Casa;
  • Thais Colacioppo – Neurologia - IAMSPE;
  • Bruna Okada - Otorrinolaringologia - FAMEMA;
  • Fernanda Monteiro Orellana – Cirurgia Geral – Santa Casa de São Paulo;
  • Lais Ismail – Clínica Médica – HMSJC;
  • Leandro de Pádua Lizareli Paes – Radiologia – UFMG, UNIFESP;
  • Nádia Sanches – Clínica Médica - Santa Casa de São Paulo;
  • Luca Pivetta – Cirurgia Geral - Hospital Estadual Vila Alpina;
  • Ana Carolina Reiff Janini- Anestesiologia- Hospital Padre Albino – Catanduva;
  • Francine Correard Monteiro – Pediatria - SUS-SP.

O ano de 2013 não foi diferente, e serão muitos os R2 em 2014:

  • Soraya Sasaoka – Pediatria - UNESP;
  • Karina Secco - Clínica Médica – UNESP, IAMSPE, UNICAMP e UNIFESP;
  • Camila de Angelis – Patologia – UNESP, UNICAMP, UNIFESP, IAMSPE;
  • Alisson Pugliesi – Clínica Médica – UNICAMP, Santa Casa;
  • Vicente Faggion – Acupuntura – USP, IAMSPE;
  • Nádia Korkischko – Cirurgia Geral - SUS, FMUSP;
  • Vinicius Campos de Molla – Clínica Médica – FMRP-USP, UNESP, Santa Casa;
  • Natália Gianini – Cirurgia Geral – FMRP-USP;
  • Sabrina Boni – Pediatria – FMRP-USP, Santa Casa de SP e PUC- Sorocaba;
  • Renan Marangoni – Cirurgia Geral – FAMEMA;
  • Karina Silva – Psiquiatria – UNICAMP;
  • Arthur Zorzi – Ortopedia – FAMEMA;
  • Edison Fagá – Psiquiatria – Candido Ferreira, IAMSPE, FMRP-USP, UNIFESP;
  • Welder Zamoner – Clinica Médica – UNESP;
  • Roberta Novaes – Pediatria – UNICAMP;
  • Maria Carolina Sarmento – Ortopedia - FAMEMA;
  • Fernanda Emy Yamamoto – Clínica Médica - UNICAMP;
  • Diego Ito – Cirurgia Geral – Heliópolis (não assumiu);
  • Paulo Werner – Clínica Médica – UNICAMP;
  • Francine Correard Monteiro – Pediatria - SUS-SP;
  • Hugo Tadeu Amaral – Clínica Médica – UNESP;
  • Alessandra Carbinatto – Clínica Médica  -UNESP.

Três turmas formadas é sinônimo de R3 em 2014:

  • Guilherme Casale – Cardiologia – INCOR-HC-FMUSP;
  • Ana Cecília Lessa – Cancerologia Clínica – Hospital do Câncer de Barretos – SUS-SP;
  • Marcos Antonio Francisco – UTI Pediátrica - USP-RP;
  • Paula Rossi – Gastropediatria – UNICAMP, UNESP;
  • Marília Braga – Pneumopediatria – UNIFESP, USP-SP;
  • Helena Moretto – Pneumopediatria – UNICAMP;
  • Fernanda Paixão – Emergência Pediátrica – USP-SP;
  • Cíntia Shoji – Medicina Intensiva - UNICAMP;
  • José Luís Teixeira – Cirurgia do Trauma – FAMERP / Cirurgia Avançada - Santa Casa de São Paulo.

Parabéns, doutores!
(Última atualização da lista: 14/03/2014; 17h45)

Bem-vindo, bixo!

0 Comentários // em Destaque Medicina Rede Escola São Carlos SUS UFSCar // 22 de janeiro de 2014

Bem vindo, bixo!

Bem-vindo à Medicina UFSCar!

Bem-vindo, bixo! Agora você é um universitário, um estudante de Medicina e faz parte da família Med UFSCar! Só você sabe como foi sua luta para chegar até aqui, mas nós temos certeza de que você é merecedor! PARABÉNS!

Sabemos o quão curioso e ansioso você deve estar nesse momento e a hora de suas dúvidas serem esclarecidas chegou!

O curso de Medicina da UFSCar

Você, provavelmente, já leu por aí que o curso de Medicina da Universidade Federal de São Carlos é um curso relativamente novo – e é. O curso abriu as portas no ano de 2006, sendo pioneiro no projeto governamental de abertura de escolas médicas (REUNI) e, portanto, recebe a 9ª (nona) turma neste ano de 2014.

Você também já deve ter lido que o curso de Medicina da UFSCar não segue o “modelo tradicional” de ensino das escolas médicas, e adota o PBL – Problem Based Learning – ou, no português, Aprendizado Baseado em Problemas (ABP). Mas o que é PBL? O método PBL é uma estratégia didático-pedagógica centrada no aluno. Tem sido aplicado em algumas escolas nos últimos 30 anos e trata-se de um método de eficiência comprovada por inúmeras pesquisas no campo da psicopedagogia e da avaliação de desempenho dos profissionais formados por esse método. Não se trata portanto, de método experimental. As escolas pioneiras na adoção do método são as escolas de McMaster, no Canadá, e a de Maastricht, na Holanda. Na última década o método tem se difundido e outras escolas o têm adotado, dentre elas, as escolas americanas de Albuquerque, Harvard e Havaí, entre outras.

E como é estudar em um curso que adota o método PBL? Diferente do método tradicional, você não terá aulas de anatomia ou fisiologia na aprendizagem baseada em problemas. Ao invés disso, uma situação problema será apresentada a você e a seu grupo (cerca de 10 pessoas) por um professor que, no PBL, assume a função de facilitador do processo ensino-aprendizado. O papel dos alunos será, portanto, levantar os problemas relacionados à situação descrita, sejam esses de aspecto biológico, psicológico ou social. A segunda etapa consiste em formular hipóteses que exprimam o raciocínio do grupo em relação aos problemas. Essas hipóteses servirão de base para a formulação de questões que investigarão os problemas que geraram “desconforto” no grupo. Neste primeiro momento, não haverá resposta, haverá apenas o desconforto causado pela falta do conhecimento. Após este encontro, fica combinado que os alunos terão alguns dias para buscar informações em diversas fontes com o intuito de eliminar as lacunas que surgiram. Depois desta busca de alguns dias, há um novo encontro em que os alunos apresentam os resultados de suas pesquisas e constroem juntos o conhecimento para resolver a situação problema apresentada. Essa é a disciplina Situação Problema.

E o que mais? Por ter uma metodologia baseada em problemas, o curso de Medicina da UFSCar também se volta para a realidade do sistema de saúde vigente para capacitar seus estudantes. Para isso, os alunos são integrados ao sistema de saúde do município de São Carlos desde o 1º ano, começando pelas USF’s (Unidades de Saúde da Família), passando por UBS’ (Unidades Básicas de Saúde), até chegar no hospital. A atividade permite ao aluno, além do contato com a realidade do sistema de saúde público desde o início, desenvolver um olhar crítico sobre o mesmo, conhecendo e identificando características do Sistema Único de Saúde, entrando em contato com o que é mais prevalente na população, e, sobretudo, entendendo a verdadeira dimensão e significado do cuidado em saúde. Essa é a disciplina Reflexão da Prática e Prática Profissional em Saúde.

Antes de começar a atuar na rede, porém, os alunos precisam estar preparados. E essa preparação é desenvolvida na disciplina Estação de Simulação, na qual os alunos simulam atividades da realidade da prática profissional com atores treinados, em um ambiente protegido, sob a supervisão de um professor e de um colega. As simulações acompanham os alunos até o 4º ano, e sua complexidade e nível de abrangência do ser humano aumentam gradativamente, visando preparar o aluno para as situações que possivelmente viverá nos estágios práticos.

Queremos conhecê-lo, bixo! O grupo “Vestibulandos Medicina UFSCar”, no Facebook, foi feito para abrir um canal de comunicação entre vestibulandos, calouros e veteranos da Medicina UFSCar! Participe!

Página 2 de 912345...Última »
  • RSS
  • Email
  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • Flickr
  • YouTube