Nota sobre movimentação dos Estudantes de Medicina da UFSCar

0 Comentários // em CAMSA Rede Escola São Carlos UFSCar // 18 de setembro de 2012

Estamos na época de eleições municipais. Nenhum outro momento poderia ser mais propício à discussão de dois temas explorados à exaustão durante a propaganda eleitoral: a saúde e a educação.

Conscientes do nosso papel na sociedade como cidadãos e futuros médicos, hoje mais uma vez expomos nossos problemas, estamos seriamente preocupados com as dificuldades que se apresentam ao desenvolvimento das atividades de nosso Curso – que mais uma vez apresenta riscos à sua continuidade.

Infelizmente, em algum ponto deste caminho tortuoso, nossos sonhos como futuros médicos e nossos esforços como estudantes não foram e não são respeitados e correspondidos por aqueles responsáveis por nossa formação.

Preocupados com a melhoria das condições de ensino, organizamos durante este ano de 2012, diversas Assembleias de Estudantes para discutir nosso processo de formação.

Chegamos à perversa conclusão de que poucos avanços foram alcançados e muitos problemas, não só não foram resolvidos, como muitos outros surgiram. Não nos acomodaremos nem ficaremos calados diante da desonestidade, da falta de compromisso e da incompetência técnica e administrativa. Lutaremos pelo que nos é de direito e por isso estamos aqui expondo para vocês o que é de direito de vocês saberem: fomos enganados, vocês foram enganados, a população de São Carlos foi enganada.

Hoje, dia 18 de setembro de 2012, realizamos uma passeata que contou com a participação de cerca de 130 estudantes rumo ao Hospital Escola Municipal, representação máxima da interrupção de tudo o que nos foi prometido. Ao lado daquela obra inacabada enterramos simbolicamente nossos sonhos de formação. Somos vítimas de um projeto elaborado por uma universidade amadora, de uma política de governo estagnada e de um sistema de saúde falido – porém perfeitos no discurso. Os pactos acordados não foram cumpridos, os estudantes estão sem ensino e a população sem saúde.

Se por um lado é papel da universidade garantir a excelência do ensino que, a nosso ver, envolve, principalmente, a atuação dos estudantes junto à rede de saúde e a oferta de conhecimento acumulado para a sociedade, por outro é papel dos gestores municipais garantirem recursos financeiros, humanos, infraestrutura e mecanismos adequados para o cuidado digno da população de São Carlos e região.

Dos candidatos à Prefeito queremos propostas efetivas para a saúde, não somente rascunhos de propostas de governo. Vocês possuem um projeto para a saúde deste município? Estarão alinhados com os Governos Estadual e Federal? Estarão comprometidos com a qualidade a ampliação do atendimento, com a racionalização de recursos, com a gestão qualificada e com a inserção de estudantes na Rede Escola?

Por fim gostaríamos de manifestar nossa luta em defesa não somente de um ensino de excelência, mas também da consolidação da Rede Escola de Cuidados à Saúde de São Carlos e da estruturação do Sistema Único de Saúde.

Estudantes de Medicina da UFSCar

Estudantes do Curso de Medicina da UFSCar realizam Assembleia e apontam deficiências

0 Comentários // em CAMSA Medicina Rede Escola São Carlos UFSCar // 6 de setembro de 2012

Assembleia dos Estudantes - 02/09/2012

Na última terça-feira, dia 03 de setembro de 2012, o Centro Acadêmico Medicina Sérgio Arouca, orgão representativo dos  Estudantes do Curso de Medicina da UFSCarr, realizou uma Assembleia Geral que contou com a participação de mais de 100 estudantes.

Teve como pautas principais as deficiências que o Curso de Medicina enfrenta para sua existênc ia, tanto internas quanto externas. Os estudantes pontuaram suas insatisfações com a forma pela qual a Universidade tem enfrentado a implantação deste curso que neste ano já forma a sua segunda turma. No âmbito interno destacaram a ineficiência e inércia da administração superior da UFSCar, a burocracia do serviço público, a desestruturação pedagógica e a falta de coesão interna dos docentes vinculados ao Departamento de Medicina da UFSCar. Foi destacado, externamente, a ruptura de todos os pactos acordados entre a Prefeitura Municipal de São Carlos e a UFSCar, na época de implantação do Curso, há 7 anos com destaque para o reduzido número de Unidades de Saúde da Família disponíveis na rede de saúde do município e para a não conclusão das obras do Hospital Escola Municipal Prof. Dr. Horácio Carlos Panepucci que se iniciaram no ano de 2005 e até hoje, 7 anos depois, ainda não foram concluídas.

Além disso iniciaram discussão sobre a possibilidade de redução do número de vagas ofertadas anualmente, que passariam das atuais 40 para apenas 20. Na contramão das solicitações do Ministério da Educação que solicitou tecentemente a ampliação da oferta de vagas, é uma proposta que ainda será discutida em reunião do Conselho de Curso. Esta alternativa seria uma tentativa de manter o Curso de Medicina da UFSCar em funcionamento.

Por fim, os Estudantes deliberaram pela formação de Grupos de Trabalho para discutirem os muitos problemas enfrentados e decidiram realizar diversas manifestações em prol de um ensino de excelência de fato.

Continue Lendo →

Abertas as inscrições para o Enem 2012

0 Comentários // em Medicina UFSCar Vestibular // 8 de junho de 2012

ENEM

Até o dia 15 de junho, estão abertas as inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. As inscrições para o Exame devem ser feitas exclusivamente pela Internet no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em http://enem.inep.gov.br. De acordo com o Ministério da Educação, a inscrição será confirmada após o pagamento da taxa de R$ 35, até 20 de junho, por meio de guia de recolhimento da União (GRU) simples. Aluno de escola pública que esteja concluindo o Ensino Médio e se declarar integrante de família de baixa renda está isento do pagamento. O pedido de isenção deve ser feito no momento da inscrição, também pela Internet.

As provas estão agendadas para os dias 3 e 4 de novembro e, pelo terceiro ano consecutivo, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) utilizará exclusivamente os resultados do Enem para a seleção de estudantes que ingressarão nos cursos de graduação presenciais ofertados em seus campi. A indicação da obrigatoriedade de realização do Enem 2012 para ingresso na UFSCar foi definida em edital, divulgado pela Instituição e disponível para consulta no Portal da UFSCar, em www.ufscar.br.

Nos três campi da Universidade, são disponibilizadas 2.577 vagas em 57 cursos de graduação presenciais. No campus São Carlos, são oferecidos 37 cursos, reconhecidos pela qualidade nos projetos de ensino, pesquisa e extensão e estão distribuídos nos Centro de Educação e Ciências Humanas; de Ciências Exatas e de Tecnologia; de Ciências Biológicas e da Saúde. Em Araras, o Centro de Ciências Agrárias (CCA) oferece os cursos Agroecologia, Biotecnologia, Ciências Biológicas, Engenharia Agronômica, Física e Química. Mais informações sobre o CCA podem ser obtidos no endereço www.cca.ufscar.br. O Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS), instalado no campus Sorocaba da UFSCar, tem como principal diferencial o desenvolvimento de atividades acadêmicas focadas nas questões relativas à sustentabilidade em todos os seus aspectos. São oferecidos os cursos de Administração, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Econômicas, Engenharia de Produção, Engenharia Florestal, Física, Geografia, Matemática, Pedagogia, Química e Turismo. Mais informações sobre o CCTS podem ser conferidas emwww.sorocaba.ufscar.br.

Continue Lendo →

Sucessão na Reitoria: Confira os blogs das Chapas concorrentes

0 Comentários // em UFSCar // 5 de junho de 2012

UFSCar

No próximo dia 19 de junho, será realizada na UFSCar pesquisa eleitoral junto à comunidade universitária para escolha da equipe – Reitor, Vice-Reitor e pró-reitores – que estará à frente da Gestão 2012-2016 da Universidade. A pesquisa é paritária e podem votar servidores docentes e técnico-administrativos da ativa, estudantes de graduação regularmente matriculados nos cursos presenciais e a distância e estudantes de pós-graduação matriculados como alunos regulares.

Duas chapas estão inscritas para a pesquisa. A Chapa 1 “Excelência Acadêmica com Compromisso Social” é composta pelos seguintes candidatos: Targino de Araújo Filho (Reitor), Adilson Jesus Aparecido de Oliveira (Vice-Reitor), Cláudia Raymundo Reyes (Pró-Reitora de Graduação), Débora Cristina Morato Pinto (Pró-Reitora de Pós-Graduação), Heloisa Sobreiro Selistre de Araújo (Pró-Reitora de Pesquisa), Cláudia Maria Simões Martinez (Pró-Reitora de Extensão), Néocles Alves Pereira (Pró-Reitor de Administração), Geraldo Costa Dias Júnior (Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis) e Mauro Rocha Côrtes (Pró-Reitor de Gestão de Pessoas). A Chapa 2 “Por uma UFSCar Soberana” é composta pelos seguintes candidatos: Ernesto Antonio Urquieta Gonzalez (Reitor), Valdemir Miotello (Vice-Reitor), José Antonio Salvador (Pró-Reitor de Graduação), Francisco Tadeu Rantin (Pró-Reitor de Pós-Graduação), Antonio Celso de Noronha Goyos (Pró-Reitor de Pesquisa), Luiz Carlos Gomide Freitas (Pró-Reitor de Extensão), Wanda Aparecida Machado Hoffmann (Pró-Reitora de Administração), Aparecido Junior de Menezes (Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis) e Hamilton Viana da Silveira (Pró-Reitor de Gestão de Pessoas).

A Comissão responsável pela pesquisa eleitoral já definiu as datas dos debates entre as chapas, que acontecem nos dias 5 de junho, às 18h30, no campus Araras; 11 de junho, às 18h30, no campus São Carlos; 13 de junho, às 18h30, no campus Sorocaba; e 15 de junho, às 10 horas, em São Carlos.

Confira os blogs das chapas concorrentes:

Através de Coordenadoria de Comunicação Social da UFSCar.

Pesquisas desenvolvidas na UFSCar analisam os tratamentos dos portadores de HIV

0 Comentários // em Medicina Notícias UFSCar // 21 de maio de 2012

Pesquisas desenvolvidas na UFSCar analisam os tratamentos dos portadores de HIV

Estudos realizados pela professora Sigrid de Sousa Santos, do Departamento de Medicina, analisam a relação dos portadores do vírus da imunodeficiência adquirida com outras doenças

Mesmo após o desenvolvimento de remédios que prolongam a vida dos portadores do vírus HIV, ainda é necessário descobrir tratamentos que ofereçam aos soropositivos melhor qualidade de vida, em especial no combate a doenças oportunistas e outras patologias relacionadas ao processo de velhice, como o câncer, por exemplo. Estudos realizados na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sob a coordenação da professora Sigrid de Sousa dos Santos, do Departamento de Medicina, analisam a relação dos portadores do vírus da imunodeficiência adquirida com outras doenças, como infecções, febre amarela, hepatites e insuficiência renal. Os estudos são realizados em parceria com as Faculdades de Medicina da USP de São Paulo e Ribeirão Preto e a Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp e também com o Hospital Escola, Centro de Especialidades e Santa Casa de São Carlos.

A professora Sigrid iniciou seus estudos com portadores de HIV durante sua graduação, realizada na Faculdade de Medicina na Universidade de São Paulo, entre os anos de 1987 e 1992, momento em que os primeiros testes com o Zidovudina (AZT) eram realizados com pacientes soropositivos. O AZT inibe a produção de proteína transcriptase reversa que é essencial para a reprodução do vírus. No entanto, a irregularidade nos tratamentos contribuiu para o desenvolvimento de vírus mais resistentes aos medicamentos.

Continue Lendo →

Página 5 de 9« Primeira...34567...Última »
  • RSS
  • Email
  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • Flickr
  • YouTube