Inscrições com desconto para o COMUSCar se encerram esta semana

0 Comentários // em CoMUSCar Eventos São Carlos UFSCar // 9 de abril de 2013

Inscrições com desconto para o COMUSCar se encerram esta semana

Iniciativa dos estudantes de medicina da UFSCar e apoiado pelo CAMSA, o  Congresso Médico Universitário de São Carlos (COMUSCar) chega a sua quarta edição no ano de 2013 e ocorrerá entre os dias 25 e 28 de abril, na UFSCar. Trata-se de evento de alto nível científico, com presença de palestrantes renomados a nível nacional. Durante o evento também ocorrerão oficinas e discussões, além da apresentação de trabalhos acadêmicos, sendo que qualquer estudante pode concorrer ao Prêmio Sérgio Arouca, que seleciona os melhores trabalhos do ano. Aproveite esta última semana para realizar sua inscrição com desconto através do site do evento ou pessoalmente com qualquer membro da comissão organizadora.

Clique aqui para ter acesso à programação do evento na íntegra.

Inscrições até 15/04

  • Estudantes: R$ 45,00
  • Profissionais:  R$ 65,00

Até lá!

DACA da FAMEMA manifesta seu apoio

0 Comentários // em CAMSA Greve Medicina Movimento Estudantil Notícias Paralisação UFSCar // 31 de março de 2013

Em moção de apoio publicada em sua página do facebook em 14 de março de 2013, o Diretório Acadêmico Cristiano Altenfelder, órgão de representação máxima dos estudantes de medicina da Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA), manifesta seu apoio e mais uma vez legitima o movimento de greve dos estudantes de medicina da UFSCar. Segue texto na íntegra:

“Marília, 14 de março de 2013.

MOÇÃO DE APOIO À GREVE DO ESTUDANTES DE MEDICINA DA UFSCAR

O Diretório Acadêmico Christiano Altenfelder, órgão de representação máxima dos estudantes de medicina da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), manifesta seu apoio aos estudantes de medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) que lutam por melhorias na graduação e decidiram em assembleia geral pela greve estudantil.

Entendemos que a a precarização do ensino, falta de professores e infraestrutura, são problemas comuns a muitos estudantes, e são consequência do sucateamento da universidade brasileira. Desta forma, todo o movimento estudantil deve se engajar na luta por uma educação de qualidade, à exemplo dos colegas da UFSCar que estão se mobilizando em defesa dos interesses estudantis e da população que merece ser atendida por médicos bem formados, críticos e competentes para exercer sua profissão.

Nos colocamos à disposição para colaborar com os colegas nessa luta!

Todo apoio à luta dos estudantes!

Diretório Acadêmico Christiano Altenfelter – DACA Famema
Gestão 2012/2013 – “Construção””

DACA da FAMEMA manifesta seu apoio

 Informe-se mais em nosso blog da greve.

Estudantes de Medicina da UNICAMP apoiam nosso movimento

0 Comentários // em CAMSA Movimento Estudantil Paralisação UFSCar //

O Centro Acadêmico Adolfo Lutz, órgão representante dos estudantes de medicina da UNICAMP, publica em seu site, em 13 de março de 2013, moção de apoio ao Movimento de Greve organizado pelos estudantes de medicina da UFSCar. Abaixo o texto na íntegra

“MOÇÃO DE APOIO À GREVE ESTUDANTIL NA UFSCAR

O Centro Acadêmico Adolfo Lutz, órgão de representação máxima dos estudantes de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (FCM/UNICAMP), vem por meio desta tornar público o apoio aos estudantes de Medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) que decirdiram em Assembléia Geral pela Greve Estudantil.

A falta de docentes e preceptores nos campos de estágio e o constante atraso em obras são alguns dos problemas enfrentados pelos colegas em São Carlos e que revelam uma constante na Educação Brasileira: o Sucateamento deste serviço para a população estudantil e toda a sociedade, que não contam com condições adequadas para desempenho de atividades ligadas ao ensino, à pesquisa e à extensão.

Neste sentido, vemos na atitude dos estudantes da UFSCar um exemplo a ser seguido e um importante marco do movimento estudantil em defesa dor interesses acadêmicos e da população, que merece médicos críticos e bem formados para atender a reais demandas da sociedade.

Por uma educação de qualidade!

Todo o apoio à greve!

Saudações Estudantis!

Centro Acadêmico Adolfo Lutz – Medicina UNICAMP

Gestão – “É Tempo” 2012/2013″

Estudantes de Medicina da UNICAMP apoiam nosso movimento

Manifesto de Greve dos Estudantes de Medicina da UFSCar

0 Comentários // em CAMSA Destaque Greve Medicina Movimento Estudantil Paralisação São Carlos SUS UFSCar //

Manifesto de Greve dos Estudantes de Medicina da UFSCar

“Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem”. - Rosa Luxemburgo

Nós, estudantes de medicina da UFSCar, vimos pelo presente documento expressamente divulgar e apontar nosso descontentamento frente ao contínuo sucateamento do curso médico oferecido pela supracitada universidade. Exigimos que providências sejam tomadas pelas partes responsáveis, direta ou indiretamente, pela gestão, zelo e bom funcionamento da graduação em medicina. Exigimos um curso médico de qualidade a fim de poder, futuramente, oferecer um cuidado adequado à saúde da população em geral.

A paralisação total das atividades do primeiro ao quarto ano foi o único caminho restante vislumbrado pela maioria dos alunos. mesmo com um prejuízo imenso envolvendo carga horária, tempo de formação, exposição e a própria tensão psicológica surgida em tal atividade, tanto para professores como alunos, não desistiremos até que nossas reivindicações sejam atendidas. Não estamos exigindo nada além daquilo que nos foi prometido: “Um ensino médico de excelência, ousadia e compromisso social à luz das Diretrizes Curriculares Nacionais de Graduação em Medicina e dos princípios do Sistema Único de Saúde – SUS.” Infelizmente, nem o suporte básico à graduação bem como a questão assistencial em saúde à população serão possíveis enquanto não houver interesse e investimento nesse setor.

As reivindicações de nós, estudantes de medicina, vão muito além de uma questão intimista e pessoal. Ao contrário, atendem também ao suplício de toda uma população sedenta por um atendimento de excelência em saúde. Assim, esperamos por uma sensibilização das autoridades competentes quanto a essa questão e, mais, esperamos uma ação sinérgica entre todas as partes envolvidas para a resolução de tais agravos. Na busca de um ensino de excelência, na busca por um cuidado digo à população.

São Carlos, aos 15 de Março de 2013.
Estudantes de Medicina em Greve.

‘Texto retirado do Manifesto de  Greve dos Estudantes de Medicina da UFSCar.’

Leia aqui Manifesto na íntegra.

Sérgio Arouca

0 Comentários // em // 6 de março de 2011

Sérgio AroucaSérgio Arouca nasceu na cidade Ribeirão Preto, no estado de São Paulo, Brasil em 1941. Formou-se médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) em 1966. Presidiu a 8ª Conferência Nacional de Saúde, em 1986, a primeira que conclamou o usuário a debater o tema. Nesse período foram realizadas pré-conferências em todos os estados. Os resultados da Conferência subsidiaram o texto da saúde na Constituição Federal, em 1988.

Considerava Saúde não só como assistência médica no momento adequado e com a qualidade necessária, mas também como uma série de condições para que a população não adoeça – reforma agrária, educação, lazer, liberdade, condições de habitação dignas, transporte etc.

Sérgio Arouca faleceu em agosto de 2003, devido a um câncer no intestino. Era casado com a sanitarista Lúcia Souto e deixou quatro filhos.

Entre suas diversas atuações profissionais destacamos:

  • consultor da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), atuando em vários países da América Latina.
  • professor concursado da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp) da Fiocruz.
  • presidência da Fiocruz através de um movimento nacional e suprapartidário que se deu no ano de 1985, sendo que sua gestão viria a tornar a fundação mais democrática e viria a restaurar a importância e o prestígio da Fiocruz no campo da pesquisa científica.
  • Secretário de Estado da Saúde do Rio de Janeiro
  • candidato à Vice-presidência da República em 1988, na chapa de Roberto Freire.
  • candidato a vice-prefeito do Rio de Janeiro na chapa de Benedita da Silva.
  • Deputado Federal por oito anos, ocupando também diversos cargos em comissões de saúde, ciência e tecnologia, sempre na defesa da modernidade e do interesse do trabalhador.
  • Secretário de Saúde do Município do Rio de Janeiro no ano de 2001.
  • coordenador do programa de saúde de Ciro Gomes (PPS) na eleição para Presidência da República em 2002, incorporando-se no segundo turno à campanha de Lula.
  • participou da Secretaria de Gestão Participativa do Ministério da Saúde em janeiro de 2003 e foi nomeado para a coordenação-geral da 12ª Conferência Nacional de Saúde e para ser o representante do Brasil na Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Tanto na Fiocruz, como na OPAS, como na presidência da 8ª Conferência Nacional de Saúde, as ações de Sérgio Arouca foram reflexos de suas convicções políticas… convicções que defendiam a democratização na sociedade brasileira.”

“Antes de médico, um cidadão consciente e atuante. Esse precedente permitiu que Sérgio Arouca exercesse seu papel social de médico com maestria.”

Por toda a sua produção científica e a liderança conquistada na construção do Sistema Único de Saúde (SUS), Arouca se tornou uma referência mundial.

Sérgio Arouca

  • RSS
  • Email
  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • Flickr
  • YouTube