• Ago17

    Artigo de Richard Miskolci analisa o uso de aplicativos em San Francisco

    Artigo do coordenador do Quereres publicado na revista “cadernos pagu” (v.47, 2016) analisa os usos dos aplicativos de busca de parceiros em San Francisco, California.

    Versão em Português: Estranhos no Paraíso

    Versão em Inglês: Strangers in Paradise: notes on the use of dating apps for hookups in San Francisco

  • Mai13

    Artigo de Richard Miskolci discute a crise política brasileira e o golpe de 2016

    Artigo do coordenador do Núcleo de Pesquisa discute a crise política brasileira e a recente ruptura democrática de maio de 2016.

    Confira no Ponto Q, o blog do Quereres clicando aqui.

    bandeira

  • Dez11

    Novas teses e dissertações na Biblioteca Online do Quereres

    Consulte a biblioteca online do Quereres para ter acesso às últimas teses de doutorado e dissertações de seus membros: http://www.ufscar.br/cis/biblioteca/

  • Nov20

    Chamada de Papers: revista Sociologies in Dialogue

    Caros Colegas

     

    A Sociedade Brasileira de Sociologia convida você à leitura do número de lançamento de sua nova publicação, Sociologies in Dialogue. Dedicada à promoção de diálogos transnacionais no campo da teoria e pesquisa social, Sociologies in Dialogue é publicada em língua inglesa, com periodicidade semestral, e apresenta trabalhos inovadores de acadêmicos que vêm se destacando em pesquisa empírica e teórica sobre processos sociais atuais.

     

    Sociologies in Dialogue está aberta a novas submissões através de sua página: http://www.sociologiesindialogue.com/. Cadastre-se no site e acesse o link Online Submissions para conhecer as normas para submissão. O sistema orientará, passo a passo, o processo de submissão de seu artigo.

     

    Sociologies in Dialogue é uma publicação de Acesso Aberto, que oferece acesso imediato e livre a todo seu conteúdo, atendendo ao princípio de que tornar o conhecimento científico disponível de forma ampla e gratuita possibilita um melhor intercâmbio de conhecimentos em âmbito global.

     

    A publicação envolve um processo de revisão cega por pares que assegura imparcialidade na avaliação e maior qualidade aos artigos publicados. O processo de avaliação considera aspectos de originalidade, bem como de rigor teórico e/ou metodológico da abordagem, de consistência da análise e de contribuição ao debate internacional no campo da Sociologia.

     

    Participe desses diálogos!

     

    Equipe Editorial

    Richard Miskolci

    Celi Scalon

    Soraya Vargas Cortes

    André Salata

  • Out03

    III Seminário Internacional Gênero, Sexualidade e Mídia

    A terceira edição do Seminário Internacional Gênero, Sexualidade e Mídia ocorrerá na Unesp/Bauru entre 04 e 06 de novembro de 2015.

    Coordenado por Larissa Pelúcio e Richard Miskolci, a programação completa é a seguinte:

     

    Programação

    Dia 04/11
    18h30 – Mesa abertura: Diretores FAAC, Chefia CHU, Organizadores evento – Auditório Adriana Chaves

    19h – Mesa-redonda: Tecnologias e intimidades – Auditório Adriana Chaves
    Profa. Dra. Iara Beleli (Pagu – Unicamp)
    Prof. Dr. Adrian Athique (Victoria University of Wellington)
    Debatedor: Prof. Dr. Richard Miskolci (UFSCar)

    21h – Lançamentos de livros e performance artística com Glamour
    Garcia – Hall da FAAC

    Dia 05/11
    9h – às 12h – Sessões de Apresentação de Trabalhos
    Sessão 1 – Conexões de gênero, sexualidade e mídias – Juliana Jardim
    Sessão 2 – Ciberativismos e questões de gênero – Késia
    Maximiano
    Sessão 3 – Tecnologias e Intimidades – Keith Diego Kurashige
    Sessão 4 – Corpos, cidades e tecnologias digitais – Tom Rodrigues
    Sessão 5 -Movimentos Sociais, Gênero e Culturas Digitais – Marcela Pastana
    Sessão 6 – Raça, etnia e mídias – Alexandre Eleotério
    Sessão 7 – Mídias digitais e novas subjetividades – Fernando Balieiro
    Sessão 8 – Aplicativos móveis, visibilidades, negociações e mídias – Felipe
    Padilha

    14h30 às 17h30 – Minicurso/oficinas
    1. Feminismos e negritudes nas mídias digitais (Aline Ramos)
    2. “Pornografia, pós-pornografias: política, gênero e representação” (Jorge
    Leite Júnior – UFSCar)
    3. Metodologias de pesquisa em mídias digitais (Profa. Dra. Juliana do
    Prado- UEMS)
    4. Subjetividades e Diferenças nas mídias (Profa. Dra. Simone Ávila – UFSC)

    15h00 às 16h30 – Sessão cine queer – Além das Sete Cores – sala 02
    Debate com a diretora Camila Biau (Brodagem Filmes) e Daniela Garcia
    (performer protagonista do documentário)

    18h – Daniela Glamour apresenta “Tigrela” – Auditório Adriana Chaves

    19h – Mesa-redonda: Mídias e gêneros: vozes dissonantes – Auditório Adriana Chaves
    Profa. Dra. Heloísa Buarque de Almeida (USP)
    Prof. Dr. Fernando de Figueiredo Balieiro (UF Pelotas)
    Debatedora: Iara Beleli (Pagu – Unicamp)

    21h – Programação Cultural – Núcleo Casa dos Carmela – “NOMES” – Hall da FAAC

    Dia 06/11
    9h – às 12h – Sessões de Apresentação de Trabalhos
    Sessão 1 – Conexões de gênero, sexualidade e mídias
    Sessão 2 – Ciberativismos e questões de gênero
    Sessão 3 – Tecnologias e Intimidades
    Sessão 4 – Corpos, cidades e tecnologias digitais
    Sessão 5 -Movimentos Sociais, Gênero e Culturas Digitais
    Sessão 6 – Raça, etnia e mídias
    Sessão 7 – Mídias digitais e novas subjetividades
    Sessão 8 – Aplicativos móveis, visibilidades, negociações e mídias

    14h30 – Mesa-redonda: Ciberativismo e políticas da diferença – Auditório Educação Física
    Profa. Dra. Sônia Corrêa (ABIA)
    Doutoranda Amara Moira (Unicamp)
    Debatedor: Larissa Pelúcio (UNESP)

    17h30 – Projeção do curta – Todo Mundo Nasce Nu – Gabriel Pereira e Rafael Bizzarro – discussão com o diretor e com Amara Moira – Auditório Educação Física

    18h-30 – Mesa-redonda: Mídias e Transformações Sociais – Auditório Educação Física
    Prof. Dr. Emile Devereaux (University of Sussex)
    Profa. Dra. Karla Bessa (Unicamp)
    Debatedora: profa. Dra. Heloísa Buarque de Almeida (USP)

    20h Folia – a micropolítica da felicidade escancarada – projeção de fotos – Ginásio coberto Praça Educação Física

    21h– Performopalestra Helena Vadia (com Pâmella Villanova)

     

  • Jul09

    Dossiê “Literatura e Experiência” na revista Cult

    Já está nas bancas a revista Cult de julho/2015 com o dossiê “Literatura e Experiência” organizado por Richard Miskolci.

    O dossiê se inicia com um texto de Miskolci sobre as pesquisas que partem de obras literárias para compreender o social, depois traz a contribuição de Miriam Adelman sobre literatura de mulheres, o artigo de Janaína Damasceno sobre literatura de mulheres negras e conclui com uma reflexão de Márcio Seligmahn-Silva sobre a literatura de testemunho do Holocausto.

    Clique aqui para ler a apresentação do dossiê.

  • Jun19

    Lançado o dossiê “Percursos Digitais: corpos,desejos, visibilidades”

    Está online no Scielo o novo número da revista “cadernos pagu” com um dossiê organizado por Iara Beleli e Richard Miskolci sobre os usos contemporâneos das mídias digitais.

    Todos os artigos estão disponíveis – na íntegra – em inglês e português e versam sobre o corpo nas relações mediadas, os sites e aplicativos de busca de parceirxs amorosxs e sexuais, o web feminismo, a sociabilidade jovem por redes sociais, o papel do Estado na regulação de relacionamentos amorosxs criados online, entre outros assuntos instigantes.

    Confira o dossiê aqui

  • Jun14

    I Seminário Queer

    Entre 09 e 10 de setembro de 2015, acontecerá no SESC Vila Mariana o I Seminário Queer. Promovido pela Cult, SESC e Folha de S Paulo com curadoria de Richard Miskolci, coordenador do Quereres, o evento contará com expoentes nacionais e estrangeirxs dessa vertente de estudos.

    As inscrições serão a partir de 15 de agosto pelo portal do SESC.11026231_1599016813681018_5163502216487459041_n

  • Jan22

    Artigo de Richard Miskolci rediscute o “armário”

    Foi publicado no último número da revista Bagoas artigo de Richard Miskolci,  coordenador do Quereres, que problematiza a noção de armário e propõe compreender de forma atualizada – em termos históricos e sociológicos – como homens negociam a visibilidade de seu desejo por outros homens.

    Baseado em duas etnografias, uma conduzida em São Paulo entre o final de 2007 e 2012 e outra, em San Francisco, entre janeiro e agosto de 2013, o texto contrasta a realidade e as experiências de homens nas duas cidades mostrando como a gestão da visibilidade do desejo por pessoas do mesmo sexo é associada diretamente às demandas morais de cada contexto.

    O artigo está disponível para download aqui: Negociando Visibilidades: segredo e desejo em relações homoeróticas masculinas criadas por mídias digitais

  • Nov17

    Uma outra história da República

    Artigo de Richard Miskolci revisita a história da República brasileira sob a perspectiva do desejo. Sua reflexão faz pensar sobre as diferenças subalternizadas até o final da última ditadura militar (1964-1985) nos relatos e análises sobre nossa história política.

    Publicado na revista Cult de novembro, o artigo pode ser acessado aqui.