0

Artigo sobre Frankenstein

Em artigo recentemente publicado na revista “cadernos pagu”, Richard Miskolci analisa Frankenstein, o clássico de Mary Shelley, como obra importante na história cultural da subjetividade.
A análise pode interessar aqueles/as que lidam com as relações entre obras culturais, história e psicanálise, em especial em uma vertente feminista queer. Sobretudo, é um texto sobre este clássico da ficção científica, um romance psicológico de ideias que auxilia a compreender a história do desejo e seu lugar incerto nas concepções emergentes do social.
Os interessados podem lê-lo ou baixá-lo no Scielo, no link “Frankenstein e o Espetro do Desejo