Histórico

Histórico

Criado em 2004 como Grupo de Pesquisa Corpo, Identidades e Subjetivações, nos dez anos de sua criação passou a ser Quereres – Núcleo de Pesquisa em Diferenças, Gênero e Sexualidade. É registrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq e funciona associado ao Departamento e ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar.

Durante seus primeiros anos, privilegiou encontros quinzenais devotados ao estudo e discussão de fontes teórico-metodológicas inovadoras na área de gênero e sexualidade até, mais recentemente, privilegiar o foco na discussão das pesquisas desenvolvidas dentro do grupo. Atualmente, a maior parte dos estudos dos/as membros envolve o uso de mídias digitais na sociedade brasileira contemporânea.

Na UFSCar, o núcleo promoveu eventos como o Seminário Internacional Sexualidades, Saberes e Direitos (2010) patrocinado pela FAPESP e pela CAPES, o Ciclo Gênero e Sexualidade no Cinema Contemporâneo (2006 e 2007 – Patrocínio ProEx-UFSCar), o colóquio Estudos Culturais Hoje: Um Balanço Crítico (setembro de 2006) com patrocínio FAPESP-CAPES-ProEx, o I Colóquio Corpo e Identidade Social (setembro de 2005- Patrocínio FAPESP). Também foi co-organizador das duas edições do Seminário Internacional Gênero, Sexualidade e Mídia na Unesp-Bauru, evento criado pela vice-coordenadora do grupo de pesquisa.

Além desses eventos, o núcleo também foi um dos promotores do Colóquio “O Legado de Foucault” na UNESP-Araraquara em agosto de 2004.

Os líderes e pesquisadores/as do Quereres também organizaram diversos GTs, STs e mesas redondas em eventos nacionais e internacionais como a SBS, a ABA e a ISA (International Sociological Association).

Entre 2008 e 2010, o Quereres foi um dos parceiros na proposta, organização e implementação do Curso Gênero e Diversidade na Escola. Este curso foi oferecido na modalidade a distância por meio da UAB-UFSCar para mais de mil estudantes em boa parte do Brasil. Financiado pelo MEC, originou material didático original, o livro Marcas da Diferença no Ensino Escolar (2010), organizado por Richard Miskolci. Em 2012, o núcleo voltou a oferecer o curso GDE, o qual, atualmente encontra-se em sua terceira edição (2013-2014). Também prepara novo material didático original para o curso e interessadxs em geral nas áreas de gênero e diversidade.