Sexo, Drogas e Software: Filosofando nas Trincheiras entre o Bem e o Mal

Usuários de software privativo são vítimas de estupro, de pedofilia ou apenas gostam de sacanagem? Ficam impotentes quando tentam abandonar o vício? Será que os traficantes de software privativo, pedófilos e estupradores de usuários, vão algum dia achar que exageraram no gozo do poder? Temas pesados discutidos explicitamente, com pitadas de humor levemente apimentado. Não recomendado para menores de XXX anos.

Alexandre Oliva

Alexandre Oliva é ativista pela liberdade de software e pelo software livre; conselheiro da FSFLA, Fundação Software Livre América Latina; mantenedor do GNU Linux-libre, uma versão do núcleo Linux sem as armadilhas privativas de liberdade presentes na versão original; co-mantenedor da GNU libc e de porções do GCC e GNU binutils; co-autor do livro A Revolução do Software Livre, publicado pela Comunidade Sol; colunista da Revista Espírito Livre; engenheiro de compiladores livres na Red Hat Brasil; engenheiro de computação e mestre em ciências da computação formado na Unicamp.

© 2012 Universidade Federal de São Carlos - Campus Sorocaba